Grande Piroga em bronze, etnia Dogon – Mali – SOLD

Belíssimo trabalho em bronze, através da técnica de cera perdida, com a piroga esculpida em forma de um crocodilo. Decorações zoomórficas na carcaça da piroga.

Para além dos remadores na frente e atrás, a tripulação é constituída por 4 casais que aparentam ser de família real e dirigir-se a uma celebração.

2ª metade do séc. XX.

Em óptimo estado com interessante patine.

Dim: 54(C) x 14(A) cm.

Peso 2,6 kg.

A presença de figuras masculinas e femininas nesta escultura sugere ainda a dualidade homem-mulher que é central nos mitos Dogon (estes casais primordiais representam os pais da humanidade, o complemento masculino-feminino e a fonte da vida) e o mito dos 4 pares de gémeos.

 

LaGamma observa: “Em 1931, uma equipe de pesquisadores franceses liderada por Marcel Griaule chegou à aldeia de Sanga, actual Mali, para realizar um estudo da cultura Dogon. As investigações de Griaule procuraram expôr o funcionamento interno do pensamento Dogon e as suas crenças religiosas sobre o mundo e suas origens.

Neste processo, tomou conhecimento de um vasto corpus de mitos que descreviam “uma cosmogonia complexa, uma luta épica entre ordem e desordem, e o lugar da humanidade dentro do universo.”

De acordo com o sistema mitológico Dogon descrito por Griaule e outros membros de sua equipa, o poder divino de Amma criou o primeiro ser vivo, chamado Nommo, que se multiplicou para se tornar em quatro pares de gémeos. Estes rebelaram-se contra a ordem estabelecida por Amma que, buscando purificar o universo e restaurar a ordem, sacrificou um dos outros Nommos. Assim, o corpo de Nommo foi cortado e espalhado por todo o universo, e a partir disto Amma criou oito ancestrais da humanidade: quatro machos – Amma Serou, Lebou Serou, Binou Serou, Dyongou Serou – e quatro fêmeas. Na fase final do génese, estes oito ancestrais, juntamente com outro Nommo e tudo o que era necessário para a vida humana, foram colocados numa arca e enviados para a Terra. Griaule e os seus colegas basearam as suas investigações na premissa de que “o objecto quotidiano pode revelarpela sua forma ou decoração, um reflexo consciente dessa complexa cosmogonia”.

470.00

Out of stock

Category:

Belíssimo trabalho em bronze, através da técnica de cera perdida, com a piroga esculpida em forma de um crocodilo. Decorações zoomórficas na carcaça da piroga.

Para além dos remadores na frente e atrás, a tripulação é constituída por 4 casais que aparentam ser de família real e dirigir-se a uma celebração.

A presença de figuras masculinas e femininas nesta escultura sugere ainda a dualidade homem-mulher que é central nos mitos Dogon (estes casais primordiais representam os pais da humanidade, o complemento masculino-feminino e a fonte da vida) e o mito dos 4 pares de gémeos.

LaGamma observa: “Em 1931, uma equipe de pesquisadores franceses liderada por Marcel Griaule chegou à aldeia de Sanga, actual Mali, para realizar um estudo da cultura Dogon. As investigações de Griaule procuraram expôr o funcionamento interno do pensamento Dogon e as suas crenças religiosas sobre o mundo e suas origens.

Neste processo, tomou conhecimento de um vasto corpus de mitos que descreviam “uma cosmogonia complexa, uma luta épica entre ordem e desordem, e o lugar da humanidade dentro do universo.”

De acordo com o sistema mitológico Dogon descrito por Griaule e outros membros de sua equipa, o poder divino de Amma criou o primeiro ser vivo, chamado Nommo, que se multiplicou para se tornar em quatro pares de gémeos. Estes rebelaram-se contra a ordem estabelecida por Amma que, buscando purificar o universo e restaurar a ordem, sacrificou um dos outros Nommos. Assim, o corpo de Nommo foi cortado e espalhado por todo o universo, e a partir disto Amma criou oito ancestrais da humanidade: quatro machos – Amma Serou, Lebou Serou, Binou Serou, Dyongou Serou – e quatro fêmeas. Na fase final do génese, estes oito ancestrais, juntamente com outro Nommo e tudo o que era necessário para a vida humana, foram colocados numa arca e enviados para a Terra. Griaule e os seus colegas basearam as suas investigações na premissa de que “o objecto quotidiano pode revelarpela sua forma ou decoração, um reflexo consciente dessa complexa cosmogonia”.

Weight 2.6 kg