Imponente Figura Fetiche Nkisi Nkondi, Bakongo, RDC

Monumental escultura Nkisi Nkondi, Bakongo, RDC

Este impressionante Nkisi tem uma história registada dentro do país que remonta a 1980. É de origem Bakongo, da República Democrática do Congo.

O facto dos seus pés estarem danificados indica que era um fetiche para utilização colectiva, e pelo que se suspeita, deverá ter à volta de 80 anos.

Madeira, pigmentos, pregos e espelhos.
Fornecido com suporte.

Medidas: 130 cm (A)
Peso: 40 kg aprox.

1 900,00

1 em stock

Add to wishlist
Categoria:

Monumental escultura Nkisi Nkondi, Bakongo, RDC
Este impressionante Nkisi tem uma história registada dentro do país que remonta a 1980. É de origem Bakongo, da República Democrática do Congo. O facto dos seus pés estarem danificados indica que era um fetiche para utilização colectiva, e pelo que se suspeita, deverá ter à volta de 80 anos.

Madeira, pigmentos, pregos e espelhos.
Fornecido com suporte.

Figura fetiche para lidar com questões sociais. As figuras Minkisi (plural de Nkisi) tem funções públicas e privadas. Historicamente, foram usadas por indivíduos, famílias ou comunidades inteiras com objectivos de destruir ou enfraquecer forças nocivas, prevenir ou curar doenças, afastar más ações, solidificar contratos ou juramentos e resolver conflitos. Os Nkisi Nkondi, esteticamente com um efeito de força, algo assustadores, são trabalho de escultores sagrados.

Feiticeiros rituais, ou nganga, medeiam entre partes conflituantes e auxiliam quem busca ajuda.

Para cada disputa, acordo, pedido, etc. são pregados na figura do Nkisi pedaços de metal, pregos, lâminas, etc. Em disputas por terra, por exemplo, selar um juramento martelando um prego no Nkisi seria suficiente para assegurar a terra por gerações. Contratos e votos pessoais também podem ser confirmados dessa forma. A palavra de uma pessoa era selada por meio da colocação de um item pessoal, geralmente retirado de seu corpo – um pedaço de tecido, cabelo ou até mesmo saliva – antes do prego ou lâmina ser martelado na figura. Cada parte é obrigada a honrar os termos do acordo. O Nganga memoriza as circunstâncias associadas a cada objecto pregado na figura com o objectivo de não se enganar quando solicitado a cancelar um voto, pois seria crucial não remover o objecto errado, já que cada um ocultava um juramento ou acordo.

Estes Minkisi também potenciam substâncias poderosas que são depositadas normalmente num pequeno receptáculo coberto por um pedaço de vidroou espelho, colocado na barriga. A superfície reflexiva representa o mundo dos mortos e a visão dos espíritos.

Não importa se acreditamos em magia, poderes sobrenaturais, poder de ancestrais, forças invisíveis ou intervenção divina. As figuras minkisi produzidas pelos grupos tribais das terras do Congo na África Central podem ser apreciadas por qualquer um, com gosto pela arte tribal, pela beleza e o seu significado.

Não é a magia que actualmente dá vida a estas obras de arte, mas sim a atenção e o olhar daqueles que apreciam os seus poderes e a sua imponente estética. Cada conta, prego, lâmina ou fragmento conta uma história esperando para ser examinada, imaginada e ouvida. Não vai querer ouvir?

 

Para mais informações:
http://www.randafricanart.com/Nkisi_Figures_of_the_Lower_Congo.html
http://www.randafricanart.com/Bakongo_Nkondi_figure.html
https://www.khanacademy.org/humanities/ap-art-history/africa-ap/a/nkisi-nkondi

Peso 30 kg