Fisga da etnia BAULE, Costa do Marfim

Fisga em madeira

Dim (A): 17 cm.

2ª metade do século XX – Bom estado

As fisgas Baule são geralmente esculpidas pelos pais dos rapazes e tradicionalmente passadas de pai para filho. As famílias mais abastadas contratavam um escultor profissional para as esculpir.

Usado para caçar presas pequenas para complementar a dieta, a fisga está entre uma variedade de objetos de arte em miniatura. Além de seu propósito utilitarista, acredita-se que a fisga possui poderes talismânicos e acredita-se que traz sorte na caça.

As fisgas, com o tempo, tornaram-se objetos procurados pelos colecionadores.

A maioria das esculturas das fisgas Baule são de divindades ou espíritos, muitas vezes espíritos da floresta, que são sempre femininos e muitas vezes vermelhos. Existe a crença de que as fisgas com máscaras funcionam melhor como protetores se tiverem “o lado direito para cima”, em vez de de cabeça para baixo.

Esta fisga reflete a arte, poder e autoridade do escultor Baule. Neste belo exemplo, a alça é decorada com uma figura humana. Fisgas como esta foram usadas pelos jovens para caçar roedores, morcegos e pássaros, obtendo assim fontes de proteínas escassas naquelas regiões

A parte de funda é usualmente feita em borracha. Quase nunca sobrevive ao transporte ou ao clima seco de África.

60,00

1 em stock

Add to wishlist
Categoria:

As fisgas Baule são geralmente esculpidas pelos pais dos rapazes e tradicionalmente passadas de pai para filho. As famílias mais abastadas contratavam um escultor profissional para as esculpir.

Usado para caçar presas pequenas para complementar a dieta, a fisga está entre uma variedade de objetos de arte em miniatura. Além de seu propósito utilitarista, acredita-se que a fisga possui poderes talismânicos e acredita-se que traz sorte na caça.

As fisgas, com o tempo, tornaram-se objetos procurados pelos colecionadores.

A maioria das esculturas das fisgas Baule são de divindades ou espíritos, muitas vezes espíritos da floresta, que são sempre femininos e muitas vezes vermelhos. Existe a crença de que as fisgas com máscaras funcionam melhor como protetores se tiverem “o lado direito para cima”, em vez de de cabeça para baixo.

Esta fisga reflete a arte, poder e autoridade do escultor Baule. Neste belo exemplo, a alça é decorada com uma figura humana. Fisgas como esta foram usadas pelos jovens para caçar roedores, morcegos e pássaros, obtendo assim fontes de proteínas escassas naquelas regiões

A parte de funda é usualmente feita em borracha. Quase nunca sobrevive ao transporte ou ao clima seco de África.

Peso 1 kg

Poderá também gostar